O documentário nacional Piripkura (2017) retrata a história de um funcionário da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) que há anos busca índios do povo Piripkura para manter a proteção de uma vasta área ameaçada pela extração de madeira na Amazônia.  Piripkura aborda as consequências de uma tragédia e revela a força, resiliência e autonomia daqueles que foram expostos a todo tipo de ameaças e têm resistido ao contato com a civilização.  Recebeu o prêmio de melhor documentário na mostra Première Brasil 2017 e o Prêmio Direitos Humanos de Amsterdã, no Festival Internacional de Documentários de Amsterdã 2017 (IDFA). 

Sinopse:
Dois indígenas nômades, do povo Piripkura, sobrevivem cercados por fazendas e madeireiros numa área ainda protegida no meio da Floresta Amazônica. Jair Candor, servidor da FUNAI, acompanha os dois índios desde 1989. Ele realiza expedições periódicas, muitas delas acompanhado por Rita, a terceira sobrevivente Piripkura, para monitorar vestígios que comprovem a presença deles na floresta e para impedir a invasão da área. Packyî e Tamandua vivem com um facão, um machado cego e uma tocha.  
 

 
Data: 10/04 | Terça-feira
Horário: 19h
Local: Centro de Formação Profissional em Artes e Ofícios
Direção: Mariana Oliva, Renata Terra e Bruno Jorge | Gênero: Documentário| Ano: 2017| Duração: 1h22 min | Classificação: 12 anos
Parceria: Maria Farinha Filmes
 
Entrada Franca  

Endereço:
Rua Prudente M Moraes, 302
Vila Adyana São José dos Campos
Cep: 12243-750
Ver Mapa
Telefone:
(12) 3911-7090

E-mail:
contato@pqvicentinaaranha.org.br

Horário de Funcionamneto:
das 05h às 22h

Redes Sociais: